PRESIDENTE DA CNT/SENSUS FAZ CAMPANHA PARA DILMA


Não é modo de falar. Não é força de expressão. Não é metáfora, nem analogia, nem nada. É no duro, preto no branco, pra valer, de verdade mesmo. O presidente do instituto de pesquisas Sensus fez e faz campanha para Dilma. Não é que se esteja acusando-o de ter vendido as pesquisas divulgadas, não. Nem se está fazendo ilações a partir do fato confesso pelo presidente do PT ao Globo de que encomendou pesquisas junto a empresas do ramo. Não se está deduzindo coisas a partir do fato de os prognósticos que jogou nos jornais foram mais furados que previsão metereológica. Não é nada disso. Prestem atenção. O Sr. Clésio Andrade, presidente da CNT/Sensus, fez campanha descarada para Dilma Roussef. Tem foto, claro.

A coisa tá feia. Muito feia. Lazarenta de feia. O Datafolha faz umas lambanças com cálculos simples e arredonda para mais um 0,4 de Dilma e para menos um 0,6 de Serra, conforme mostrado aqui: https://domaugostodamateria.wordpress.com/2010/10/15/houston-we-have-a-problem/. O IBOPE, bem, deste o coordenador da campanha de Dilma disse em alto e bom som, de modo livre e espontâneo e bem consciente de que era transmitido ao vivo, que o presidente do instituto, Sr. Montenegro, “esse…ah, esse vende até a mãe”. Fosse pouco, o presidente do PT, notem bem, o presidente do PT, José Eduardo Dutra, disse sem jamais voltar atrás que encomendou pesquisas do IBOPE e do Vox Populi, coisa escrita e publicada pelo Globo e nunca negado ou criticado pelo petista.

Entre outras obras primas da estatística, o Sensus deu que Netinho seria eleito e que Dilma ganharia no primeiro turno.

E esse Clésio, que fez exatamente? Bom, ele confessou na internet que fez uma carreata em algumas cidades do sul de Minas. Ta lá no twitter dele. Vejam a foto:

Esse cidadão era um empresário do ramo dos busões. Virou e mexeu, tornou-se presidente da Confederação Nacional de transportes, CNT, que não tem nada a ver com a rede de televisão. Dizem as más línguas que chegou ao cargo por ter se mostrado mestre na arte de organizar festinhas e vaquinhas para presentinhos para amiguinhos do funcionalismo público afeitos à sua área de atuação empresarial e, por conseguinte, de seus colegas de agremiação. A coisa foi aumentando, aumentando e durante o breve reinado do homem daquilo roxo, no início da década de 1990, ele conseguiu apoio político para montar o clubinho dos donos de carretas e ônibus, do qual arrogou-se a cadeira de presidente, na qual se mantém até hoje.

Com dinheiro do pessoal do clubinho, ele acabou chegando a vice-governador de Minas na gestão de Aécio. Agora é suplente de Senador. Ele teve no começo do ano a brilhante idéia de apoiar Helio Costa para governador e Aécio para senador, razão pela qual iniciou o movimento cujo nome é um primor da poesia mineira: Helécio. Aécio, que não queria nem saber de ficar perto do PMDB, não gostou nada da coisa, foi para a justiça e se deu bem. A desembargadora Marisa Porto, do TRE mineiro não teve dúvidas e deu no cocoruto de Clésio, afirmando que o tal movimento era “o mais grave processo sobre propaganda eleitoral já apreciado pela Corte” (http://colunistas.ig.com.br/poderonline/2010/10/01/na-justica-aecio-vence-a-batalha-contra-clesio-andrade/). Seu nome também apareceu no escândalo do mensalão e desdobramentos.

Até outro dia tramitava na Polícia Federal num sigilo não muito sigiloso o inquérito nº 830/2008 para dar uma bisbilhotada em certas andanças dele por aí. Ele contratou um advogadão desses bem feios e caros lá de Brasília, o qual virou e mexeu, esperneou e aquela coisa toda e no fim não adiantou coisa alguma: o inquérito continuou normalmente. A coisa cheirou mal e seus amigos da CNT o querem fora da agremiação o quanto antes. Pode ser medo do vexame, pode ser medo de que sobre para eles algum rescaldo dos presentinhos dados no passado.

Por conta disso tudo, ele vem pressionando o Senador Eliseu Resende para que renuncie e assim assuma seu lugar. Até agora, tem dado em nada. Ele sonha que, eleita, Dilma poderá arrumar um carguinho para Eliseu e aí saltar para o Senado e arrumar uma imunidade e um foro privilegiado no tribunal de fundo de quintal do Palácio do Planalto.

Clésio confia na impunidade. Acha que tem feito muito por Lula e o PT. O que ele parece não saber é que nunca petista algum foi famoso por sua gratidão. Mas eles são do ramo, eles que se entendam.

O causo é que sua arrogância ímpar não ajuda nada a vida dos institutos de pesquisa. Estão cada vez mais na berlinda.

A propósito, há coisa de duas semanas o blog enviou um e-mail à Rede Globo indagando se havia no Jardim Botânico conhecimento de que o IBOPE, cujas pesquisas o jornalismo dos Marinho encomenda e divulga, também fornecia pesquisas para o PT e se acreditava ou não que isso afetasse a isenção do trabalho apresentado. A resposta foi a seguinte:

A seleção e a produção das matérias obedecem a critérios jornalísticos próprios de cada editoria.

Cordialmente,
Rede Globo

O colunista Ricardo Noblat, do jornal O Globo, dias atrás revelou o resultado da pesquisa IBOPE com cinco dias de antecedência. Cinco dias. Não há notícia de que ele tenha ganho na mega-sena alguma vez.

Confiando no tal do voto útil, ainda muito em voga em parte razoável do eleitorado, o PT vem fazendo o maior alarde de sua dianteira. E tem petista que usa os números para rebater as denúncias e suspeições lançadas sobre o Partidão: “você já viu a última pesquisa? Tamo muito na frente”. Dias desses a colunista Dora Kramer, do Estadão, ouviu uma dessas e respondeu na lata: quem tem medo dos vencedores são os covardes. E com mais essa castanhada, podemos encerrar por aqui.

***

LEIA ABAIXO:

Sobre o perigo de se eleger Dilma crendo que ela será Lula lá outra vez e sobre lições de história que nada valem para militontos e petistas de ocasião:

https://domaugostodamateria.wordpress.com/2010/10/27/lula-periga-ser-o-novo-kirchner-e-dilma-o-novo-pitta/

Sobre o lucro formidável dos bancos, do gasto de R$ 191 milhões na campanha do PT e este se dizer o governo dos pobres:

https://domaugostodamateria.wordpress.com/2010/10/27/e-possivel-servir-a-dois-senhores/

Sobre o PT ter usado indevidamente o nome de outro artista no tal manifesto dos intelectuais:

https://domaugostodamateria.wordpress.com/2010/10/27/outra-manifestacao-contra-o-manifesto/

Sobre o regime pelo qual Dilma Roussef e Franklin Martins orgulhosamente pegaram em armas:

https://domaugostodamateria.wordpress.com/2010/10/27/pelo-que-dilma-roussef-e-franklin-martins-pegaram-em-armas/

Sobre o cancelamento da entrevista com Serra pelo SBT e um negócio de R$ 7 bilhões de Sílvio Santos com o governo federal:

https://domaugostodamateria.wordpress.com/2010/10/26/sbt-cancela-entrevista-com-serra-silvio-tem-7-bilhoes-de-motivos-para-fazer-isto/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: