Prá dia ruim, noite de passados – parte 1 de 8

(anteriormente: a estranha face da bizarrice, as cobras andam a roubas asas)
*
*
*

Fora um dia tenso. Talvez melhor dizer denso. Sempre se complicava com essas palavras meio parecidas. Sem dúvida, complicado e cansativo, a começar pelo choque, literalmente falando, que o seu mais novo amigo de baladas tomara. Depois a reação da sua amiga, mais grosseira que o usual, o que lhe deixara um pouco preocupada.

 

Quase toda a manhã foi perdida esperando o socorro médico chegar, mas no fim ele ficou bem, já estava de pé quando os médicos chegaram. Seguiu-se um dia para refazer o trabalho perdido no incidente. Demoraram mais de três horas para achar o arquivo salvo em outro computador, um que ela até pensava já ter ido pro lixo, verdadeira carroça que era. Apesar do tempo perdido e da correria seguinte, com certeza foi menos ruim usar uma máquina velha do que enfrentar a fera impiedosa novamente, seria uma luta sangrenta, um massacre, na verdade.

 

E ainda teve de correr até um cliente desesperado com um pedreiro novo que não entendia nem a planta e nem nada que ele dissesse, o que não era surpresa, já que o infeliz era um paraguaio que falava muito pouco do português ou do que nós chamamos de português. No fim, ficaram até meio amigos, a ponto de conseguir uma erva de primeira. E apesar da casca de pobreza, do cheiro de mil cigarros de palha da noite passada misturados com algum tipo de batida feita provavelmente com álcool combustível e do sotaque tenebroso, o rapaz até que era apresentável e reparou que ele não tirava os olhos de sua bunda. Mas até aí ficaria surpresa se fosse diferente. Ela e a torcida do Flamengo, porque era mesmo uma buzanfa de respeito e o resto também não era nada mal. Tem também um leve acento indígena, cor morena acentuada de leve, altura impressionante numa fêmea brasileira, cabelo negro escorrido com só um pouquinho de ajuda da chapinha e do condicionador, olhos pequenos e puxados, uma cabeça chata de paraíba e um beição que a impedia de negar a raça. Se alguém conseguisse reparar, talvez percebesse que as orelhas são um tanto pequenas para o tamanho da moleira.

 

Na saída da casa, já dentro do carro, um outro cliente ligou e ela não sabia se gritava com ele, se abaixava o volume do som, se tentava pegar a papelada que caía ou se continuava a desesterçar o volante. Não fez nada disso: simplesmente meteu a traseira no muro. Sorte que nem pintado estava. Desceu, viu que o estrago não era grande, um pequeno amassado acima da placa e nesta. A pequena multidão fazia todo o possível para estar perto dela, praticamente exigindo que ela entrasse e esperasse mais um pouco. Depois de muitos minutos, conseguiu sair, mas ao chegar à segunda esquina um motorista gritou-lhe que a placa estava dependurada. Com base nessa nova informação, decidiu acelerar rumo ao escritório, mas na quinta esquina, trocando de faixas para acelerar mais, acabou por dar uma pequena fechada numa viatura policial, nada realmente grave ou que justificasse, mesmo para policiais, parar ou fazer mais do que olhar feio. Ultrapassou a viatura, que no mesmo segundo acelerou, emparelhou e deu a ordem de parada. Seu azar era que eram quatro policiais femininas. Acabou parada e seu carro foi guinchado porque a placa tinha acabado de cair. Ou melhor, o carro da sócia, que o seu estava lavando quando precisou sair. O horário não lhe permitia fazer nada imediatamente, não havia como pagar a multa, o guincho, nada. Só no outro dia.

 

3 respostas para Prá dia ruim, noite de passados – parte 1 de 8

  1. Atena disse:

    O Keanu Reeves tem olhos expressivos e a Sandra Bullock não é amarelada🙂

    Sugestão: substitui aquele *e* por uma *vírgula*, em *amarelada e forte como a Sandra Bullock*, caso a luz seja amarelada e a Sandra Bullock forte.

  2. Alexandre disse:

    É, os olhos dele expressam um universal, absoluto e incontrolável tédio…

    Miss Simpatia é ridículo justamente por colocá-la num papel de machona…

  3. Atena disse:

    Imaginei que você fosse dizer algo assim… Está enganado sobre Keanu Reeves e vou te mostrar isto. Mando e-mail.

    Sobre a Sandra Bullock… pensei que a graça toda estivesse justamente nisto, ué…🙂

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: